Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Dia 07 - Caminho Francês de Santiago

por daraopedal, em 27.09.10

O amanhecer foi cedo. Levantámo-nos em silêncio para não acordar os outros. Ainda estava escuro, mas enquanto arrumámos as coisas e tomámos o pequeno-almoço, lá se fez luz. A manhã estava fresca e valeu o impermeável para agasalhar. Depois de alguns quilómetros por campos e por estrada, passámos pelas arcadas do Mosteiro de Stº Anton.

A particularidade é que a estrada passa mesmo debaixo dos arcos das ruínas do mosteiro.

Muito bonito e curioso... Depois começámos a avistar o monte da vila de Castrojeriz, uma pequena localidade por onde passámos rapidamente.

À saída da aldeia, comecei a avistar ao longe um monte com uma subida enorme que rasgava o seu flanco da direita para a esquerda, num ângulo de 45º.

Devia ser a tal subida de que uns amigos me tinham falado. Lá atacámos a subida com alguma apreensão devido ao seu comprimento. A parte inicial foi feita à mão porque havia muitos seixos soltos, mas assim que deu, montei e acabei por fazer 80% da subida em cima da bicicleta. Do alto, a vista levava até ao horizonte.

Um marco existe lá no alto, bem como um pequeno abrigo onde estava marcado "Bajada periglosa concentracion de acidentes" para alertar os ciclistas. A descida acabou por ser mais fácil do que era esperado. Em comparação com esta achei a descida do Monte del Perdon muito mais arriscada.

Depois... bem depois foram rectas enormes até chegar ao Pisuerga e à ponte Fitero, uma ponte medieval, situada logo após um albergue/hospital de peregrinos situado numa antiga capela, e que marca a entrada na região de Palência.

Continuámos até Boadilla del Camino, a localidade onde existe um albergue muito interessante, que fomos espreitar. No largo à frente existe a igreja e um "rollo", uma espécie de pelourinho. Este era muito grosso, branco e muito trabalhado. Nesse mesmo local estava um casal de meia-idade (ou mais) a fazer o percurso de bicicleta também. Afinal não há mesmo idades para isto! Continuámos até encontrar o Canal de Castilla, um canal de irrigação antigo com as margens cheias de juncos.

Pedalar junto à água foi agradável e rapidamente chegámos à Eclusa de Fromista, local onde existe uma espécie de barragem para nivelar as águas do canal.

A seguir a esta zona seguimos por uma paisagem monótona entre campos e canais de irrigação.

Almoçámos em Carrion de los Condes, depois de ter carimbado numa igreja à entrada da vila.

Deve ter sido o dia em que almoçámos mais cedo, eram 13 horas. Logo ao lado havia o museu com um pórtico com altos relevos assinaláveis. Depois de passar uma outra ponte medieval, apanhámos o trilho em terra e foi sempre a pedalar sob o sol intenso, que era atenuado pelas sombras de choupos plantados nas margens.

Passámos numa parte que correspondia à antiga Via Aquitana, uma via romana que ligava Bordéus a Astorga.

Dessa ligação nada resta a não ser o traçado e uma placa a assinalar o facto. Só parámos em Calzadilla de la Cueza para uma pequena pausa e comer umas laranjas. A ideia era ficar um pouco adiante desse final de etapa, eventualmente esticar até Sahagun, mas por razões profisisonais fui obrigado a ficar no albergue Los templários, na aldeia de Terradillos de los templários, para ter acesso à net. O albergue é um edifício grande e novo, com óptimas condições.

No entanto, a água das torneiras que usámos no banho e para lavar a roupa tem uma cor meio amarelada... Será que é boa? Hoje fizemos 82,46 km.

   

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:46



O relato das minhas aventuras pelos Caminhos de Santiago

Pesquisar

Pesquisar no Blog  


calendário

Setembro 2010

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Contador